INÍCIO / FUTEBOL PROFISSIONAL / NOTÍCIAS / VITÓRIA SC - TONDELA
História e estatística
 
 

2/29/2020
VITÓRIA SC - TONDELA
História e estatística



É hoje às 20h00 que se escreve mais um capitulo da história de confrontos entre o CD Tondela e o Vitória SC. Desta feita no Estádio D. Afonso Henriques, em pleno Berço de Portugal, vimaranenses e auriverdes medem forças pela 11ª vez, sendo que nove destes duelos contaram para a Primeira Liga e um para a Taça da Liga, com triunfo beirão no Estádio do Rei.



Depois do 1-3 na primeira volta em Tondela, desta feita o encontro faz parte do “menu” da 23ª jornada e coloca frente a frente duas equipas separadas por sete pontos, com supremacia para os de Guimarães.



Histórico equilibrado



Com quatro triunfos do Tondela, um empate e cinco desaires, o histórico entre os dois emblemas é equilibrado e pode conhecer já esta noite novo ponto de simetria no que toca aos resultados caso o conjunto de Natxo González consiga um bom resultado na casa do Vitória.



Jhon Murillo sabe como marcar no Berço



Com dois triunfos no Berço, um para o campeonato e o outro para a Taça da Liga na época transata, há um jogador do plantel auriverde que sabe o que é marcar no D. Afonso Henriques – Jhon Murillo. O extremo venezuelano fez o gosto ao pé no triunfo em agosto de 2018 ao apontar, na altura, o 0-2 já depois de Cristián Arango ter marcado o primeiro para os beirões, num triunfo que garantiria o apuramento histórico para a fase de grupos da competição.



Empate resultado raro e margens mínimas dominam



O historial de confrontos entre estas duas equipas fica marcado apenas por um empate. Curiosamente, das noves partidas realizadas para a Primeira Liga, por seis ocasiões o vencedor foi sempre pela margem mínima, sendo que o resultado de 1-0 se repete por quatro ocasiões.



No que diz respeito aos golos marcados o saldo é ligeiramente desfavorável ao conjunto beirão, contabilizando, até ao momento 10 golos marcados contra os 13 da equipa vimaranense.



“Costela” vimaranense em Tondela



Esta noite será um duelo de reencontros em Guimarães já que são vários os jogadores do plantel auriverde que têm no seu currículo uma passagem pelo Vitória SC. A começar pela baliza, Cláudio Ramos volta a um clube por onde passou antes de começar esta “odisseia” tondelense. Já João Pedro vai jogar literalmente em casa porque é natural de Guimarães. O médio representou o emblema vitoriano desde a época 2006/07 até 2016/17. Estreou-se na época passada pelo Tondela frente, curiosamente, ao Vitória e o resultado foi de 1-0 para os beirões.



Outro tondelense natural de Guimarães é Xavier. O camisola 7 auriverde reencontra igualmente o emblema da Cidade Berço depois de lá ter terminado a sua formação. A “costela” vimaranense no João Cardoso termina com Ricardo Valente. Chegado a Tondela em janeiro deste ano, o atacante somou em Guimarães as melhores épocas da carreira, tendo apontado 14 golos entre as épocas de 2014/15 a 2016/17.