INÍCIO / FUTEBOL PROFISSIONAL / NOTÍCIAS / TIROS NOS PÉS E INABILIDADE ALHEIA
Tondela com desaire caseiro
 
 

6/24/2020
TIROS NOS PÉS E INABILIDADE ALHEIA
Tondela com desaire caseiro



Há dias assim. O CD Tondela perdeu esta quarta-feira por 1-3 frente ao Paços de Ferreira num jogo em que só se pode queixar de duas coisas – de si próprio e da inabilidade de quem arbitrou este encontro.



Num desfecho que não merece contestação e onde os pacenses conquistaram meritoriamente os três pontos, o conjunto beirão teve uma primeira parte para esquecer mas que deve ser recordada, para não se repetir. Com o resultado em 0-2 ao intervalo, e já com uma mão por assinalar dentro da área adversária, foi um Tondela revigorado e a correr atrás do prejuízo que surgiu para o segundo tempo.



No entanto voltaram a surgir os mesmos fatores – as próprias falhas e os erros de arbitragem. Primeiro um golo “cantado” que não se concretizou de forma incrível e que colocaria o marcador num relançado 1-2. Depois dois lances, principalmente o que teve Xavier como principal interveniente, em que incompreensivelmente tanto o árbitro da partida como o VAR, nada assinalaram.



Pelo meio o Paços de Ferreira fez o 0-3 e até esteve muito perto de marcar o quarto golo (valeu o poste a salvar os tondelenses), mas acabaram por ser os beirões a reduzir através de uma grande penalidade, no mínimo duvidosa, mas que (desta vez) o árbitro do encontro não hesitou a apontar para a marca dos onze metros. João Pedro não vacilou e marcou mas o relógio já estava a segundos do minuto 90 e a questão da vitória e consequentes três pontos já estava arrumada.



Conclusão -  um dia mau, repetimos, principalmente a primeira parte, que ditou uma derrota que deixa o Tondela com um amargo de boca. Um sentimento que, além da autocritica, é abrangente aos tão falados fatores externos que não controlamos e que, desta vez, nos foram prejudiciais.



Natxo González disse no final do encontro e nós replicamos, não queremos alimentar o “circo” das constantes críticas à arbitragem mas exigimos respeito porque é com respeito que olhamos e tratamos a classe dos árbitros.



Continuaremos o nosso caminho, reforçando a nossa identidade com plena convicção que temos muito a melhorar e também muitos aspetos a corrigir mas que será assim que atingiremos os nossos objetivos.



A equipa volta ao trabalho no próximo sábado já com a deslocação à Cidade do Futebol para defrontar a Belenenses SAD numa partida agendada para o próximo dia 1 de julho às 19h00.



Confere a ficha do jogo:



Estádio João Cardoso, em Tondela.



Árbitro: Hugo Miguel



CD Tondela: Cláudio Ramos, Petkovic (Valente, 46’), Philipe Sampaio, Yohan Tavares (Ricardo Alves, 76’), Filipe Ferreira, Jhon Murillo, João Pedro, Pepelu, Pité (Ruben Fonseca, 65’), Richard Rodrigues (Jonathan Toro, 64’), Ronan (Xavier, 76’);



Suplentes: Babacar Niasse, Ricardo Alves, Jaquité, João Reis, Tiago, Xavier, Valente, Jonathan Toro, Ruben Fonseca;



Treinador: Natxo González



FC Paços de Ferreira: Ricardo Ribeiro, Jorge Silva (Marco Baixinho, 89’), Maracás, Marcelo, Oleg, Pedrinho (Bruno Santos, 89’), Luiz Carlos, Eustáquio, Hélder Ferreira (Zé Uilton, 46’), João Amaral (Vasco Rocha, 71’), Douglas Tanque (Deni Jr, 63’);



Suplentes: Marco Ribeiro, Bruno Santos, Marco Baixinho, André Micael, Bruno Teles, Vasco Rocha, Zé Uilton, Deni Jr, Welthon;



Treinador: Pepa



Disciplina: Cartão amarelo a Douglas Tanque (62’), Marcelo (72’), João Pedro (82’), Jorge Silva (87’), Jonathan Toro (90’). Pepelu (90’+3’);



Marcador:



0-1, Dougas Tanque, 10’



0-2, Dougas Tanque, 45’



0-3, Yohan Tavares, 68’ (autogolo)



1-3, João Pedro, 88’ (grande penalidade)