INÍCIO / FUTEBOL PROFISSIONAL / NOTÍCIAS / AINDA NÃO ACABOU
Reação tardia não chegou para pontuar
 
 

7/14/2020
AINDA NÃO ACABOU
Reação tardia não chegou para pontuar



Um “match-point” perdido. Ainda faltam dois para disputar.



Não, não estão enganados, isto é mesmo a crónica do jogo desta noite em Barcelos e não de uma partida de ténis.



Comecemos hoje pelo fim - até porque é daí que temos de retirar as conclusões para o que ainda falta disputar até ao final do campeonato - o CD Tondela perdeu por 3-2 frente ao Gil Vicente e mostrou, nos últimos 15 minutos, que tem capacidade para reverter a atual situação. Os auriverdes souberam reagir a uma desvantagem de três golos, chegaram ao 3-2 e procuraram até à exaustão o empate.



Tal não aconteceu e o resultado final foi mesmo uma derrota que nos coloca em posição perigosa, mas longe disso, definitiva. A equipa de Natxo González rubricou uns primeiros 45 minutos para esquecer, tendo no segundo tempo entrado melhor, mas a ver os gilistas chegar a uma vantagem de três golos sem resposta.



Depois, foi o que já escrevemos em cima, o orgulho, a raça (até então desaparecida) e o querer regressaram e o empate chegou a parecer uma realidade… que acabou por não se realizar.



Conclusão, uma noite para não repetir. Um resultado completamente indesejado e uma consequência que ninguém queria que acontecesse mas que é, esta sim, uma realidade.



Minuto 75 – a estreia de mais dois produtos Made In CD Tondela



Se há aspeto positivo que se pode retirar desta noite é a estreia absoluta de Jota e Telmo Arcanjo na equipa principal. O defesa central que faz parte do grupo de trabalho desde o início da época somou os primeiros minutos oficiais como sénior. Já o médio, ainda júnior e integrado no período pós quarentena, foi chamado para debutar nos seniores auriverdes. Ambos estão de parabéns por este momento.



Voltanto ao jogo e à terminologia do ténis, hoje deixámos pelo caminho um “match-point” (que a bom da verdade nunca resolveria de forma definitiva nada). Agora temos outros dois para vencer. São vários os cenários em cima da mesa, mas mais importante que pegarmos na calculadora a hora é de arregaçar as mangas e encarar os seis pontos em disputa como os mais importantes das nossas vidas. Sabemos que vai ser assim porque lembramos… isto ainda não acabou!



Confere a ficha de jogo:



Estádio Cidade de Barcelos, em Barcelos.



Árbitro: Jorge Sousa



Gil Vicente FC: Denis, Alex Pinto, Ygor Nogueira, Rúben Fernandes, Edwin Banguera, Soares, Claude Gonçalves (João Afonso, 90’+1’), Samuel Lino (Hugo Vieira, 67’), Bozhidar Kraev (Vítor Carvalho, 77’), Rúben Ribeiro (Yves Baraye, 77’), Sandro Lima (Lourency, 67’);



Suplentes: Bruno Diniz, Rodrigão, João Afonso, Lourency, Hugo Vieira, Fernando Fonseca, Vítor Carvalho, Yves Baraye e Ahmed Isaiah;



Treinador: Vítor Oliveira.



CD Tondela: Babacar Niasse, Fahd Moufi (Ricardo Valente, 67’), Philipe Sampaio, Yohan Tavares (Jota, 75’), Filipe Ferreira, Richard Rodrigues (Tomislav Strkalj, 67’), João Pedro (Telmo Arcanjo, 75’), Pepelu, Jhon Murillo, Jonathan Toro (Rúben Fonseca, 84’), Ronan;



Suplentes: Diogo Silva, Jota, Jaquité, Pedro Augusto, Tiago Almeida, Tomislav Strkalj, Rúben Fonseca, Ricardo Valente e Telmo Arcanjo;



Treinador: Natxo González.



Disciplina: Cartão amarelo a Edwin Banguera (41’), João Pedro (51’), Ygor Nogueira (71’), Pepelu (81’), Jhon Murilo (87’), Ricardo Valente (90’+1’);



Marcador:



1-0, Rúben Ribeiro, 28’.



2-0, Rúben Fernandes, 57’



3-0, Kraev, 64’



3-1, Yohan Tavares, 73’



3-2, Philipe Sampaio, 84’